Cineteatro São Luiz sediará a mostra de filmes finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, evento promovido pela Academia Brasileira de Cinema

Hoje, 19 de junho,  “Dia do Cinema Brasileiro”, o Cineteatro São Luiz tem dois bons motivos para celebrar a data junto com seu público: o primeiro, com a exibição, em três sessões, de dois filmes cearenses, “Cine Holliúdy – a Chibata Sideral”, de Halder Gomes, e “Inferninho”, de Guto Parente e Pedro Diógenes; e o segundo motivo é a notícia de que o São Luiz, em parceria com o Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, irá sediar, entre os meses de julho e agosto, a mostra de filmes finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, evento promovido pela Academia Brasileira de Cinema.

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, maior premiação do cinema nacional, está em sua 18ª edição e tem reconhecimento de público, crítica e dos profissionais da área. O evento reúne os principais protagonistas do cenário cultural brasileiro, artistas e instituições produtoras, contribuindo, assim, para a promoção, incentivo e divulgação das obras da produção recente do país. Na cerimônia, é outorgado o Troféu Otelo a todos os profissionais que se destacaram na produção cinematográfica brasileira.

Como parte do evento, a Academia Brasileira de Cinema instituiu a MOSTRA POPULAR DE FILMES FINALISTAS, que tem por finalidade incentivar, promover e aproximar o público da produção audiovisual brasileira. Através do Voto Popular, o público participa votando nas categorias de Melhor longa metragem Ficção, Melhor longa metragem Documentário, Melhor longa metragem Estrangeiro e Melhor longa metragem ibero-americano.

Nesse ano a mostra acontecerá em 8 estados brasileiros: Pará, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará, onde o Cineteatro São Luiz  exibirá, GRATUITAMENTE, os 23 filmes das 4 categorias competitivas.

“O fato do Cineteatro São Luiz ter sido um dos cinemas escolhidos pela Academia Brasileira de Cinema para sediar uma mostra dessa magnitude é, para nós, uma grande satisfação e, ao mesmo tempo, um reconhecimento pelo trabalho que vem sendo realizando em prol do cinema nacional, visto que, hoje, o São Luiz é uma das salas que mais exibem títulos brasileiros, sejam eles de curta, média ou longa duração, e em todos os gêneros.”, salienta Duarte Dias, programador e curador do cinema do Cineteatro São Luiz.

A seguir, e em primeira mão, os filmes que serão exibidos na MOSTRA DE FILMES FINALISTAS do GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO:

MELHOR LONGA METRAGEM FICÇÃO

A VOZ DO SILÊNCIO de André Ristum.
BENZINHO de Gustavo Pizzi.
CHACRINHA: O VELHO GUERREIRO de Andrucha Waddington.
O GRANDE CIRCO MÍSTICO de Carlos Diegues.
O PACIENTE: O CASO TANCREDO NEVES de Sergio Rezende.

MELHOR LONGA METRAGEM DOCUMENTÁRIO

A LUTA DO SÉCULO de Sérgio Machado.
EX PAJÉ de Luiz Bolognesi.
MY NAME IS NOW, ELZA SOARES de Elizabete Martins Campos.
O PROCESSO de Maria Augusta Ramos.
TODOS OS PAULOS DO MUNDO de Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira.

MELHOR LONGA METRAGEM ESTRANGEIRO

A FORMA DA ÁGUA/The Shape of Water (EUA), dirigido por Guillermo del Toro.
BOHEMIAN RHAPSODY/Bohemian Rhapsody EUA), dirigido por Bryan Singer.
EU, TONYA/I’ Tonya (EUA), dirigido por Craig Gillespie.
INFILTRADO NA KLAN/ Blackkklansman (EUA), dirigido por Spike Lee.
ME CHAME PELO SEU NOME/ Call me by Your Name (EUA), dirigido por Luca Guadagnino.
NASCE UMA ESTRELA/A Star is Born (EUA), dirigido por Bradley Cooper.
THE SQUARE – ARTE DA DISCÓRDIA/The Square (Suécia, Alemanha, França, Dinamarca), dirigido por Ruben Östlund.
TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME/ Three Bilboards Outside Missouri (EUA), dirigido por Martin McDonagh.

MELHOR LONGA METRAGEM IBERO-AMERICANO
A NOIVA DO DESERTO/La Novia Del Desierto (Argentina), dirigido por Cecilia Atán e Valeria Pivato.
ALGUÉM COMO EU (Brasil, Portugal), dirigido por Leonel Vieira.
AS HERDEIRAS/ Las Herederas (Paraguai, Alemanha, Brasil, Uruguai, Noruega, França), dirigido por Marcelo Martinessi.
CACHORROS/Los Perros (Chile), dirigido por Marcela Said.
UMA NOITE DE 12 ANOS/La Noche de 12 Años (Argentina, Espanha, Uruguai), dirigido por Álvaro Brechner.