top of page

Aniversário de 8 anos de reabertura do São Luiz traz música gratuita e espetáculo nacional

Na semana em que comemora 8 anos de reinauguração, o Cineteatro São Luiz tem apresentações gratuitas de música e espetáculo nacional de teatro, entre a quarta-feira (24) e domingo (28). Em diálogo com as mais diversas linguagens artísticas, o São Luiz foi reaberto em 25 de maio de 2015 e desde então abriga muito além do cinema, e nesta semana de aniversário traz shows de Wilson Cirino, de Edmar Gonçalves e do Coral de Mulheres Folk Canções de Antigas Novidades, concerto da Camerata de Cordas da UFC e peça com a atriz carioca Cláudia Abreu.

Foto: Divulgação / Coral de Mulheres Folk Canções de Antigas Novidades


Inaugurado em 1958, restaurado em 2014 e reaberto em 2015, o Cineteatro estabeleceu sua vocação para a cultura e tornou-se local de apreciação, difusão e circulação de linguagens artísticas com a realização de espetáculos plurais e acessíveis. "São 8 anos de um ciclo diferente do São Luiz. Antes conhecido como a casa do cinema, o antigo Cine São Luiz agora é Cineteatro. Desde 2015, como equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará gerido pelo Instituto Dragão do Mar, agora é casa de todas as linguagens artísticas e expressões culturais, tanto do Ceará, quanto do Brasil e até de outros países. Nesse aniversário, abrimos a casa para diversos públicos, com programações gratuitas e os preços mais acessíveis possíveis", afirma José Alves Netto, diretor do Cineteatro.


Por isso, no dia de seu aniversário (25), traz apresentações gratuitas como o show “Em Cima do Tempo”, de Edmar Gonçalves, e “Dizem Que é Uma Estrada Mas Não Passa De Uma Ausência”, do Coral de Mulheres Folk Canções de Antigas Novidades, que conta com intérprete de libras durante o espetáculo.


Sexta-feira (26), é dia da apresentação da Camerata de Cordas da UFC com o concerto “A magia das músicas dos filmes Disney”, com clássicos do estúdio norte-americano que completa 100 anos em 2023. O concerto também terá projeção de cenas dos filmes e recursos de design computacional desenvolvidos pelo curso de Design da UFC, que fazem a tradução de melodias em padrões visuais lógicos e interação de gestos rastreados durante a projeção.


O espetáculo “Virginia” chega a Fortaleza em duas apresentações no Cineteatro, sábado (27) às 19h e domingo às 18h e 20h, com ingressos à venda apenas para a sessão extra de domingo, às 20h. A obra traz a atriz Cláudia Abreu pela primeira vez como dramaturga, além de atuar em seu primeiro monólogo, sobre Virginia Woolf.


Abaixo mais informações sobre cada apresentação.


Dia 25/05 (quinta) | Especial 8 anos de Reabertura do Cineteatro São Luiz


12h30 [CURTA SÃO LUIZ] Edmar Gonçalves - “Em Cima do Tempo”

Entrada Gratuita | Duração: 50 min | Classificação Indicativa: Livre | Fotos

Release: Edmar começou a cantar quando ainda era um menino, entre seus sete e oito anos de idade, enquanto se balançava na rede. Sua paixão pela música e seu desenvolvimento nos diversos tons aconteceram concomitantemente ao seu desenvolvimento nas artes plásticas. O artista começou sua carreira musical cantando MPB na noite, em bares e restaurantes, e assim foi durante doze anos. E nessa época ele conheceu sua única esposa, Rosângela, que foi com o então ouvir Edmar cantar. Ele costumava cantar melodias famosas, porém fazia algumas intervenções pessoais, para dar sua identidade à música. Com o tempo, muitos clientes começaram a reservar mesas nos bares para ter o prazer de ouvir Edmar Gonçalves cantando.


O Show “Em Cima do Tempo” traz a força da composição, nutrida pelo simples, carregada de beleza e singeleza, na interpretação de Edmar Gonçalves, destacando o poder da palavra na expressão de canções vencedoras de diversos festivais pelo Brasil e interpretadas nas vozes de grandes artistas nacionais, tais como Flávio Venturini e o saudoso Belchior, parceiro do compositor. Nele, Edmar Gonçalves (Voz e violão) e Alan Kardec (Violão e bandolim) arranjam canções das mais altas vibrações, em um enredo de magia e ternura, trazendo a palavra do arauto como alarde de uma CIDADE que diz verdades. Em Cima do Tempo.


19h [Música] “Dizem Que é Uma Estrada Mas Não Passa De Uma Ausência” - Folk Canções de Antigas Novidades

Entrada: Gratuita | Duração: 1h20 | Classificação Indicativa: Livre | Acessibilidade: Intérprete de Libras Z Fotos

Release: A poeira da estrada. O peso da esperança pousada no ombro. Viajantes. Os frutos pelo chão. A carcaça e as moscas. Lume. O espetáculo “Dizem Que É Uma Estrada Mas Não Passa De Uma Ausência” palmilha através de canções e imagens do caminho poético da solidão, da dor e dos sonhos, realizáveis ou não. Com repertório de música folk, as 20 cantoras do coro sob a direção musical de Carlos do Valle e direção cênica de Bruno Mariano dão voz a esta delicada trilha de ausências e presenças.


Dia 26/05 (sexta)


19h [Concerto] CAMERATA DE CORDAS DA UFC - A magia das músicas dos filmes Disney

Entrada Gratuita | Duração: 75min | Classificação Indicativa: livre | Fotos


Release: Concerto da Camerata de Cordas da UFC com temática dos desenhos e animações dos estúdios da Disney, com projeção de trechos dos desenhos, ou elementos gráficos derivados das músicas, tornando o concerto uma verdadeira viagem ao mundo da magia Disney. O show contará com tecnologia desenvolvida em projeto no curso de Design da UFC, no qual o som de algumas músicas transforma-se em imagens na tela.


Dia 27/05 (sábado)


19h [Teatro] Virginia, com Cláudia Abreu (esgotado)

Entrada: Plateia Inferior - R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia entrada) | Plateia Superior - R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia entrada) | Classificação Indicativa: 14 anos | Duração: 60min | Fotos

Sinopse: Cláudia Abreu estreia seu primeiro monólogo, que foi idealizado e escrito por ela a partir da vida e da obra de Virginia Woolf (1882-1941). Em cena, a atriz interpreta a genial escritora inglesa, cuja trajetória foi marcada por tragédias pessoais e uma linha tênue entre a lucidez e a loucura. A estrutura do texto se apoia no recurso mais característico da literatura da escritora: a alternância de fluxos de consciência, capaz de ‘dar corpo’ às vozes reais ou fictícias, sempre presentes em sua mente. [Release completo]


Dia 28/05 (domingo)


18h e 20h [Teatro] Virginia, com Cláudia Abreu (sessão das 20h à venda)


bottom of page