top of page

Cineteatro São Luiz recebe pré-estreia do longa Aldeotas de Gero Camilo

Atualizado: 27 de out. de 2022


A premiada peça “Aldeotas”, de Gero Camilo, ganha uma releitura cinematográfica com direção e roteiro assinados pelo próprio autor. Com uma linguagem poética, o filme, rodado num galpão no bairro da Mooca (SP), investiga os caminhos da memória, amizade, do desejo, das forças repressoras e do anseio de liberdade por meio da longa amizade de Levi e Elias. A produção tem pré-estreia marcada para o dia 09 de novembro, às 19 horas no Cineteatro São Luiz, com a presença de Gero Camilo e do produtor do filme, Daniel Greco. Ambos participam de uma mesa de debate mediada pelo curador de cinema do São Luiz, Duarte Dias, após a exibição do filme.

A narrativa acompanha dois amigos, o poeta Levi (Gero) e Elias (Marat), que se conhecem desde a infância, mas acabam se separando por 17 anos, quando primeiro resolve ir embora da pequena cidade conservadora onde moram para viver uma vida mais livre num grande centro urbano. A ideia era fugirem juntos, mas seu amigo acaba desistindo. Eles irão se encontrar apenas quando Levi volta à cidade para o velório de seu amigo.


“Aldeotas, o filme, não é a peça, é a obra. Então a transposição é de linguagem. Claro que também nos inspiramos e homenageamos a peça, porém o filme abre outros caminhos”. Assim, define Gero Camilo o longa que dirige a partir da peça de teatro homônima. Em cena, apenas ele e Marat Descartes, ator da primeira montagem da obra, em 2004.


Amigos de longa data, e experientes no audiovisual e teatro, Gero e Marat ainda não haviam contracenado no cinema. “A partir do nosso reencontro em cena, naturalmente, veio tudo à tona, toda história e relação dos personagens. Só foi necessário dosar a energia a e interpretação para caber no formato do cinema”, explica Marat.


Tanto Gero, como Marat, não veem o filme como uma simples adaptação do texto original da peça. “Determinadas obras nos tiram o fôlego ou nos alcançam silêncios conduzidos por atores, que construindo narrativas com as quais nos identificamos, alcançam o nosso imaginário capaz de nos transportar pro absurdo, pro surreal do cotidiano,” explica o ator, diretor e roteirista.


A produção é assinada pela Gullane Entretenimento, em coprodução com Nip e Macaúba Produções. “Esse é um filme autoral, que fala sobre amizade e memória com uma delicadeza imensa! Trazer para as telonas essa peça de grande sucesso, com direção do Gero Camilo foi um grande presente para Gullane”, comenta o produtor Fabiano Gullane.


Gero conta que quando filmou “Chamas da Vingança”, de Tony Scott, no México, comprou sua primeira câmera digital. Ao voltar para o Brasil, montou um grupo de cinema com Marat Descartes, Paula Cohen, Gustavo Machado, Gu Ramalho, entre outros amigos. “Formamos a Fuleragem Filmes. Filmamos dois curtas e um mediametragem dos quais dois deles eu dirigi. Aldeotas vem para iniciar essa nova fase de direção.”


Sinopse


Filme inspirado na peça “Aldeotas”, de Gero Camilo, conta a história de dois amigos que se separam aos 17 anos em meio aos conflitos da adolescência turbulenta na pequena e conservadora Coti das Fuças, interior do Brasil. Levi, poeta, cansado de sofrer abusos, cumpre o plano de fugir para uma cidade grande e mais liberal. Enquanto Elias, oprimido pela violência do seu pai, desiste de partir. Aos 50 anos, Levi volta para reencontrar o amigo no dia de seu funeral, onde as memórias dos dois são revividas antes do último adeus.


<< SERVIÇO >>


[Cinema] “Aldeotas”, de Gero Camilo

Data: 09 de novembro de 2022

Horário: 19 horas | Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) | Classificação Indicativa: 14 anos

Horário de funcionamento da bilheteria: terça a sexta no horário de 9h30 às 18h e aos sábados no horário de 9h30 às 17h.

Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500, Centro)


bottom of page