Dezembro chega com força na reabertura total do Cineteatro São Luiz

Atualizado: 10 de dez. de 2021

A programação presencial conta com shows musicais de Mariana Aydar e Amaro Freitas Trio, a Bienal Internacional de Teatro do Ceará, a Bienal Internacional de Dança do Ceará, as sessões de cinema e visita guiada no equipamento cultural



Com uma diversidade de programação característica do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura (Secult Ce) gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), as atividades presenciais retomaram com força total, desde a gradual reabertura a partir de julho deste ano. Após último decreto do Governo do Ceará, publicado dia 27 de novembro, foi permitida a ocupação completa dos espaços culturais, desde que, na entrada, sejam cobrados documento de identificação com foto e o passaporte de vacinação que comprove duas doses ou dose única de vacina contra Covid-19.


Ainda que o Cineteatro opere em sua capacidade máxima de público, será mantido o respeito a protocolos e medidas primordiais de biossegurança, como o uso obrigatório de máscara e a disponibilização de totens com álcool em gel por todo o equipamento.


DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO


Os primeiros dias de dezembro encerram o 31º Cine Ceará, com exibição de “Marinheiro das Montanhas” (foto), documentário de Karim Aïnouz e premiação das mostras competitivas do festival, dia 03. O cruzamento de elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz é a tônica do show “Rasif”, de Amaro Freitas Trio, que acontece dia 05, e no outro domingo, dia 12, o show “Veia Nordestina” homenageia o forró e as raízes ancestrais da cantora Mariana Aydar.


O palco do São Luiz ainda recebe a Bienal Internacional de Teatro do Ceará, nos dias 06 e 07, e a Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021, nos dias 09 e 10. É possível apreciar também o Circuito Cearense de Teatro e sessões de cinema ao longo do mês, com destaque para os filmes "Curral", de Marcelo Brennand e "Deserto particular", de Aly Muritiba, que está na corrida do Oscar para 2022. Além disso, o equipamento volta a realizar a visita guiada em seu interior, convidando o público a embarcar na história do São Luiz.


A seguir, a programação completa em detalhes. Acesse aqui para visualização geral: [Presencial] [Online]


<< AVISOS >>


>> Vendas

Vendas online no site sympla.com.br/cineteatrosaoluiz

Taxa de conveniência: 12% nas compras no site e no aplicativo


Vendas na bilheteria física: terça a sexta, 9h30 às 18h e no sábado, 9h30 às 17h. Domingos com atividades para público, o funcionamento é a partir de duas horas antes do horário de início do espetáculo.


>> Protocolo

Uso obrigatório de máscara e apresentação do passaporte de vacinação com documento de identificação com foto



Dia 01/12 (quarta) e 02/12 (quinta)

14h [31º CINE CEARÁ - FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA] MOSTRA OLHAR DO CEARÁ LONGA-METRAGEM Mais informações sobre a programação completa: https://www.cineceara.com/programacao-cineteatro-sao-luiz.html


19H30 [31º CINE CEARÁ - FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA] MOSTRAS COMPETITIVAS

Dia 03/12 (sexta)

19h30 - CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO DO 31º CINE CEARÁ - FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE CINEMA


PRESENCIAL


Dia 04/12 (sábado)


16h - [BATE-PAPO com Amaro Freitas na Porto Iracema das Artes]

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Local: Porto Iracema das Artes | Uso obrigatório de máscara e apresentação do passaporte de vacinação


Em uma parceria entre o Cineteatro São Luiz e a Porto Iracema das Artes, ambos equipamentos da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ce) geridos pelo Instituto Dragão do Mar, o premiado pianista pernambucano Amaro Freitas participa de roda de conversa com produtores/as culturais, músicos/musicistas e outros interessados no tema. O momento acontece na Escola Porto Iracema, à véspera do show do artista no Cineteatro.



9h30/10h30/11h30 [VISITA GUIADA NO CINETEATRO SÃO LUIZ]

Entrada: R$6,00 (inteira)/ R$3,00 (meia) | Classificação indicativa: Livre | Capacidade de visitantes por horário: 12 pessoas


No mês de novembro, o Cineteatro São Luiz realiza as visitas guiadas presenciais em três horários: 9h30, 10h30 e 11h30. Para participar da atividade, também é obrigatório o uso de máscaras em todas as dependências do equipamento. As visitas guiadas presenciais são realizadas no primeiro sábado do mês. As entradas devem ser adquiridas na bilheteria do Cineteatro antes do início de cada sessão. No roteiro, os visitantes conhecem mais sobre a história, as curiosidades e os bastidores do Cinema que faz parte da memória afetiva e simbólica do povo cearense.



19h [CIRCUITO CEARENSE DE TEATRO] “A Comédia da Fome” - Companhia de Teatro Livre Mente

Local: Palco do Cineteatro

Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada) - lugares marcados| Classificação Indicativa: 12 anos | Duração: 55 min | Ingressos online: https://bileto.sympla.com.br/event/70515

A renovação da comédia nordestina por meio da oralidade reside o interesse maior da Companhia de Teatro Livre Mente na execução desse projeto, aliado ao seu tema central: a fome. “A Comédia da Fome”, livremente inspirado no romance anônimo do século XVI, A Vida de Lazarillo De Tormes, conta a desafortunada vida do jovem Lázaro, que faz de tudo para escapar dos castigos da Fome.

E tudo começa quando sua mãe tentando livrá-lo da Fome entrega-o aos cuidados de um cego. Como guia de cego, Lázaro aprende com quanto paus se faz uma canoa para singrar vivo pelos meandros da vida. Um pouco mais sabido, Lázaro salta à posição de um herético sacristão que se vê obrigado a passar fome nas mãos de um padre glutão. Irrequieto e mais liso do que pau de sebo Lázaro logo se livra desse mundo de santidades e desassossegos. Até que entrega sua sorte na mão de um artista e passa a viver muitas desditas.

Por meio destes tipos populares, como o padre glutão, o cego avarento e o desventuroso artista, A Comédia da Fome tece uma cartografia das fraquezas humanas e denuncia uma sociedade marcada pela desigualdade medular. O riso ganha ares de crítica social e humana.

Dia 05/12 (domingo)


18h [Show] Amaro Freitas - “Rasif”

Entrada: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia entrada) | Classificação Indicativa: Livre | Duração: 50 min

Local: Palco do Cineteatro | Ingressos online: https://bileto.sympla.com.br/event/70015


Um dos maiores representantes do jazz brasileiro da atualidade, o pianista e compositor pernambucano Amaro Freitas, está de volta ao Ceará com o show “Rasif”, onde revela um cruzamento de elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz. Com Jean Elton (baixo acústico) e Hugo Medeiros (bateria) forma o Amaro Freitas Trio.


A apresentação em Fortaleza será uma das últimas da turnê de “Rasif”, realizada através do Programa Petrobras Cultural, com patrocínio da Petrobras e Ministério do Turismo, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O circuito começou em Salvador, em fevereiro de 2020, quando também passou pelo Ceará, com duas apresentações no Festival Jazz & Blues, em Guaramiranga e Aquiraz.


Lançado em 2018, “Rasif” é o segundo disco de Amaro Freitas. Com ele, confirmou o virtuosismo e a inventividade de seu trabalho, que conquistou a crítica especializada nacional e internacional já no álbum de estreia, “Sangue Negro”, de 2016. Em junho de 2021 lançou “Sankofa”, seu mais recente trabalho, cujo projeto visual da capa foi uma criação do Acidum Project, dos cearenses Robézio e Terezadequinta.


Dia 06/12 (segunda-feira)

14h30 [Bienal Internacional de Teatro do Ceará] “Enderas Masugui - El Viaje de Luisa”, com a Cia A Alma em Um Fio - Marionetes e Miniaturas (Argentina)

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre | Duração: 45 min

Local: Palco do Cineteatro


Luisa é viciada no celular. Sua vida passa entre selfies e redes sociais. No meio das férias, você dá um passeio à beira-mar. Seu GPS falha. Ela parece perdida no meio da selva em frente aos restos de um teatro de fantoches abandonado. Um evento mágico acontece. O Teatro ENDERAS MASUGUI desperta.

Dia 07/12 (terça-feira)


ONLINE


21h [Sons do Ceará] “Essa Menina Remix Rosabeats” - Mona Gadelha

Onde: no Youtube (https://bit.ly/SaoLuizNoYoutube)


A cantora e compositora cearense, Mona Gadelha a carreira cantando em bandas de rock de Fortaleza. No final da década de 1970, transferiu-se para o bairro de Santa Teresa, centro do Rio de Janeiro, onde participou do projeto "Massafeira", idealizado por Ednardo, gravando o LP de mesmo nome ao lado de vários artistas cearenses. De 1996 a 2011, lançou diversos álbuns que marcaram sua reconhecida carreira.


O videoclipe da música “Essa Menina Remix Rosabeats”, composição de Mona Gadelha, tem direção e roteiro de Lila Almeida, assistência de direção de Bruno Brasileiro, direção de fotografia, montagem e correção de cor de Alexia Holanda, assistência de fotografia e câmera 2 de Luandell Lucena, produção de José Osmar, assistência de produção de Renata Alexandre, direção de arte de Clara Gomes, assistência de arte: de Gabriel Viggo, figurino de Clara Gomes, fotografia Still de Renata Alexandre e Luandell Lucena e dança de Milza Gama. A empresa produtora responsável é a Entremares Produções e o remix foi produzido pelo projeto Rosabeats, do músico e compositor Leonardo Costa (Lua), a partir do single produzido por Alexandre Fontanetti.



PRESENCIAL

14h30 [Bienal Internacional de Teatro do Ceará] “El Horrible” - com Isadora Plateroti, Compañía de Teatro De Títeres Saltimbanquis (Argentina)

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre | Duração: 45 min

Local: Palco do Cineteatro


Um dia, enquanto o Warlock está fora do castelo, Chancery pergunta ao Livro Vermelho de Feitiços: "Eu quero ser fofo." Este desejo traz consequências inesperadas ... Leytmeritz, o feiticeiro, resolve os problemas de todos com a ajuda do Livro Vermelho de Feitiços. Mas ele não pode ajudar seu assistente de chancelaria, o triste homem azul a quem os habitantes da cidade chamam de "O Horrível". Um estranho, um ser diferente que busca ser aceito e amado pelos outros. Escolhemos esta história porque fala do medo e dos complexos que criamos para nós próprios e para os outros, quando conseguimos olhar os nossos monstros de frente, eles desaparecem, porque tudo o que temos no interior se reflete no exterior. Assim, a luz e a magia aparecem no seu lugar, onde estivermos dispostos a vê-las.


Adaptação do Livro "El Brujo, El Horrible E El Libro Rojo De Los Hechizos", de Pablo Bernasconi.

Técnica: Fantoches Bucais, Mesa, Objetos, Sombras e Narração Oral

Titereira: Isadora Plateroti

Composição Musical Original De Alfredo Fariña (Violino). Pamela Shuewpel (Flauta De Foles), Pablo Cucurulo (Guitarra), Roberto Miguel (Bandoneon), Lúcia (Guitarra Acebo).

Direção: Oscar Navarro Correa

Diretor: Walter Lamas

Dia 09/12 (quinta-feira)


ONLINE


20h [Semana do Audiovisual Cearense] O ÚLTIMO APITO

➜ Onde: no site https://www.cineteatrosaoluiz.com.br/semana-do-audiovisual-cearense e canal no YouTube do Cineteatro http://youtube.com/c/CineteatroSãoLuizFortaleza

Direção de Aderbal Nogueira | Documentário | Ceará, Brasil | 2011 | 1h22 | Classificação Indicativa: Livre

Sinopse: O documentário “O Último Apito” mostra o relato emocionado de ex-ferroviários e resgata aspectos históricos da história da estrada de ferro no Ceará, desde a implantação no fim do século XIX até a desativação do trem de passageiro na década de 1980.


PRESENCIAL


13h [Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] - “Blanc” - Yann Marussich (Suíça) - Praça do Ferreira | Informações completas: https://bienaldedanca.com/


16h [Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] “Delirantes e Malsãs” - No barraco da Constância tem! (Ceará) - Praça do Ferreira | Informações completas: https://bienaldedanca.com/

17h [Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] “Les Traceurs” - Rachid Ouramdane (França) - Praça do Ferreira | Informações completas: https://bienaldedanca.com/



19h [Abertura - Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] “Isso dá um Baile! ” - Balé da Cidade de São Paulo (SP)

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre | Duração: aprox. 40 min

Local: Palco do Cineteatro


Tem como inspiração, um estilo de dança que surgiu de forma bem espontânea nos bailes funks da periferia da cidade do Rio de Janeiro, ainda neste século, chamado de Passinho. Este é uma mistura de vários passos de funk, hip hop, break, kuduro, popping, samba, forró, frevo e ritmos do recôncavo baiano.


A coreografia trata sobre um grande baile! Um momento onde todo o elenco, vai chegando trazendo as suas histórias e desejos e estabelecendo um grande encontro, por que não, num grande reencontro de dança, reencontro com sensações de liberdade e “empoderamento” nos movimentos e coreografias. Numa quase brincadeira de vontades e desejos. Um momento positivo e leve onde a dança, estimulada pelo estilo Passinho, se expressa na sua totalidade.


Ficha técnica:

Coreografia e Desenho de Luz: Henrique Rodovalho |Trilha Sonora: Heavy Baile, Leo Justi & Theo Zagrae| Vídeo: Cauã Csik | Produção Executiva do Vídeo: MangoLab | Figurino: Cássio Brasil | Ensaiadora: Roberta Botta | Consultoria de Movimento: Celly I.D.D, Jonathan Neguebites | Número de Intérpretes: 14 | Intérpretes-Criadores: Ana Beatriz Nunes, Ariany Dâmaso, Bruno Gregório, Camila Ribeiro, Fabiana Ikehara, Grecia Catarina, Jessica Fadul, Leonardo Silveira, Luiz Crepaldi, Luiz Oliveira, Marcel Anselmé, Renata Bardazzi, Uátila Coutinho, Victor Hugo Vila Nova


Dia 10/12 (sexta-feira)


17h [Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] “O Rito” - Vila das Artes e Luiz Fernando Bongiovanni (Ceará e São Paulo) - Praça do Ferreira | Informações completas: https://bienaldedanca.com/


19h [Bienal Internacional de Dança do Ceará 2021] “Zabumba” - Andreia Pires (Ceará)

Entrada: Gratuita | Uso obrigatório de máscara e apresentação do passaporte de vacinação com documento de identidade

Classificação Indicativa: Livre | Duração: aprox. 40 min

Local: Palco do Cineteatro


Nesse Nordeste falam pernas, braços, cactos, hortas, comidas plantadas e colhidas, sacas vendidas, navios paridos, afundados falidos no oceano de cristal, a sombra da vitória e do lucro esconde nosso rosto, da foto do livro oficial. Mas a garra e a coragem iluminam nossos nomes completos repletos de cor e hoje nessa narrativa, sem as capitanias, nem mão de obra, emergem do nosso café um lindo som, sabedoria e construção sem apropriação. Danças, português, matemática, histórias, geografias, cantorias, biologias, dia de reis, ave Marias.


Ficha Técnica

Direção Andreia Pires Bailarinos Aline Monteiro, Larissa Goes, Rafael Abreu, Sarah Escudeiro e Vinicius Cafer Direção Musical Pedro Madeira Produção Executiva Aline Monteiro Músicos Pedro Madeira, Igor Ribeiro e Iury Batista Iluminação Fábio Oliveira Figurino Deyvson Freitas Cenário Rodrigo Frota

Dia 12/12 (domingo)

18h [SHOW] VEIA NORDESTINA - MARIANA AYDAR

Entrada: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia entrada) | Classificação Indicativa: Livre | Duração: 50 min

Local: Palco do Cineteatro | Ingressos online: https://bileto.sympla.com.br/event/70210/d/116252/s/682155

Mariana Aydar retorna ao Ceará e marca presença no São Luiz dia 12 de dezembro, um dia antes do aniversário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Fazendo jus à data e à sua própria veia nordestina, Mariana traz um repertório especial de forró. Além das músicas que integram o disco, o show também relembra os clássicos do repertório de seu mestre e amigo Dominguinhos, que fazem parte de suas regravações como “Te Faço um Cafuné” e “Preciso do Teu Sorriso”, e mais outros sucessos do balaio forrozeiro como “Feira de Mangaio”, “Forró do Xenhenhém” e “Frevo Mulher”.

Mais informações: https://www.cineteatrosaoluiz.com.br/post/mariana-aydar-apresenta-veia-nordestina-no-cineteatro-s%C3%A3o-luiz

Dia 14/12 (terça)


ONLINE


21h [Sons do Ceará] "Canção em Dor Menor”, Marcus Caffé

➜ Onde: no Canal de Youtube https://www.youtube.com/c/CineteatroSãoLuizFortaleza


Marcus Caffé é reconhecidamente um dos maiores intérpretes do canto popular do Ceará, possuindo mais de 30 anos de dedicação à produção musical. Foi dirigido por Raimundo Fagner em participação no CD de César Asfor, dirigido por Manassés de Sousa no CD de Ubiratan Aguiar. Ele já dividiu o palco com nomes como Zezé Mota, Emílio Santiago, Ângela Rô Rô, Fátima Guedes, Zé Renato e Evaldo Gouveia entre outros.


O videoclipe da música “Canção em Dor Menor”, composição de Paulo Araújo, foi dirigido por Fernanda Pino. Sobre a canção, diz Paulo Araújo: “É minha canção com mais versões gravadas. Nessa, Marcus Caffé, lindamente, a trata com uma delicadeza quase suplicante, ancorado nos violões de Carlinhos Patriolino, no clarinete cortante de Giltacio Santos e na pulsação do baixo de Jorge Helder”.


PRESENCIAL


13h50 [CINEMA] SONS DO CEARÁ

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Classificação Indicativa: 14 anos

Artista: Nazirê | Música: Acorda pra Vida

Artista: Daniel Groove | Música: O Seu Amor


14h [CINEMA] DESERTO PARTICULAR

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada) | Classificação Indicativa: 14 anos

Direção: Aly Muritiba | Drama, Suspense | Brasil | 2021 | 2h | Português

Elenco: Antonio Saboia, Pedro Fasanaro, Thomás Aquino, Cynthia Senek, Laila Garin.


Sinopse: Daniel é um policial exemplar, mas acaba cometendo um erro que coloca em risco sua carreira e sua honra. Quando nada mais parece o prender a Curitiba, ele parte em busca de Sara, uma mulher com quem se relaciona virtualmente.


16h20 [CINEMA] SONS DO CEARÁ

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Classificação Indicativa: 14 anos

Artista: Mateus Fazeno Rock | Música: Legal Legal

Artista: Rayane Fortes e Camila Marieta | Música: Respirar


16h30 [CINEMA] CURRAL

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada) | Classificação Indicativa: 14 anos

Direção: Marcelo Brennand | Drama | Brasil | 2021 | 1h27 | Português

Elenco: Thomas Aquino, Rodrigo Garcia (II), Carla Salle.


Sinopse: Em Curral, Joel é um advogado que está na disputa para eleição de vereadores na cidade de Gravatá, em Pernambuco. Ele decide convidar seu antigo amigo Chico Caixa (Thomás Aquino) para participar da campanha, angariando votos de um bairro simples do município através da promessa do fornecimento de água. Apesar de receoso, Chico aceita, mas se vê atravessado por forças conflitantes enquanto questiona a ética desse tipo de campanha.


18h20 [CINEMA] SONS DO CEARÁ

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Classificação Indicativa: 14 anos

Artista: Nazirê | Música: Acorda pra Vida

Artista: Daniel Groove | Música: O Seu Amor


18h30 [CINEMA] DESERTO PARTICULAR

(Dias 14, 15, 16 e 17/12)

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada) | Classificação Indicativa: 14 anos

Direção: Aly Muritiba | Drama, Suspense | Brasil | 2021 | 2h | Português

Elenco: Antonio Saboia, Pedro Fasanaro, Thomás Aquino, Cynthia Senek, Laila Garin.


Sinopse: Daniel é um policial exemplar, mas acaba cometendo um erro que coloca em risco sua carreira e sua honra. Quando nada mais parece o prender a Curitiba, ele parte em busca de Sara, uma mulher com quem se relaciona virtualmente.


Dia 16/12 (quinta)


ONLINE


20h [Semana do Audiovisual Cearense] NEERLANDESES EM TERRAS ALENCARINAS

➜ Onde: no site https://www.cineteatrosaoluiz.com.br/semana-do-audiovisual-cearense e canal no YouTube do Cineteatro http://youtube.com/c/CineteatroSãoLuizFortaleza

Direção de Roberto Bomfim e Dario Rocha | Documentário | 2014 | Ceará, Brasil | 52’ | Classificação Indicativa: Livre

Sinopse: O documentário retrata a presença dos holandeses no Ceará, no século XVII. A expedição que deu origem a este documentário é uma viagem do presente ao passado pelo litoral cearense e pontua uma fase da história alencarina fundamental para a formação do povo cearense..

Dia 17/12 (sexta)


ONLINE


19H [ARTE EM REDE] “De Volta à Volta”

➜ Onde: no canal no YouTube do Cineteatro http://youtube.com/c/CineteatroSãoLuizFortaleza

Classificação Indicativa: | Duração:


“De Volta à Volta” é um podcast-memória, com 4 episódios com duração de até 20 minutos, que revisita a primeira temporada da radionovela Volta (2020), escrita e dirigida por Virgínia Oliveira. Os episódios serão disponibilizados no Spotify e no Youtube (com tradução em Libras). Nesse podcast serão debatidos temas presentes no trabalho, tais como a representatividade e a importância da construção de uma obra com corpes plurais; como o coronavírus afetou o projeto e nossas criações; além de analisar o trabalho produzido em meio a uma pandemia. Discutiremos sobre as nossas pesquisas de dramaturgia e áudio, afetividades criativas, bem como abordaremos os processos de criação, dramaturgia, atuação, gravação, edição, difusão e os bastidores da radionovela.


19h [CINEMA] CPBT 30 ANOS (LANÇAMENTO)

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 14 anos

Direção:Juliana Veras, Neidinha Castelo Branco e Joca Andrade | Ficção | Brasil | 2021 | 45’ | Português


Sinopse: Composto de nove histórias, o filme média-metragem, das turmas de 2020 do CPBT, revela em sua poética situações em que as personagens vêem suas vidas alteradas abruptamente mediante o contexto de pandemia. Não bastasse a luta diária pela sobrevivência, eis que a presença indiscreta da morte passa a ser um desafio assustador. O medo do invisível perigo viral enclausurou as personagens, o que as fez refletir e tomar decisões revelando aspectos de suas personalidades até então veladas.


Elenco: Alehff Einstein, Carla Limma, Ian Carneiro, Luciana Sousa, Odeth Menescal, Thais de Araújo, Welleslen Rodrigues, Ana Bianca, Biennes, Dimas Fontenelle, Gabriel MeLi, Hanna Viana, Horácio Almeida, Jade Lanter, Luiza Danielle, Lük, Ris Márquez, Abelinha, Bernadete Gomes (Beldete), Fernando Montecristo, Jefferson Sucesso, Lara Oliveira, Léo Karv, Jane Eyre, July Façanha, Kayo Fernandes, Lilly Cavalcante, Ruth Ramos, Sol Bezerra, Uyana Fernandes.


Dia 18/12 (sábado)


ONLINE


10h [EXPOSIÇÃO] Mosaicos de Papel: Experiência do Sagrado - Nixon Araújo

➜ Onde: Site do Cineteatro São Luiz: https://www.cineteatrosaoluiz.com.br/exposicoes

A exposição Mosaicos de Papel: Experiência do Sagrado é um apanhado de algumas obras do artista visual Nixon Araújo. A exposição é feita de papel e cola, de caminhadas iniciadas e construídas nas Comunidades Eclesiais de Base, na Catequese no José Walter e bairros da periferia de Fortaleza. Caminhadas feitas a partir de cartazes de revistas velhas que ecoavam a Palavra da Boa Nova refletida e que com o tempo foram se transformando em pequenos Mosaicos de Papel que davam cor e vida aos ícones, com cenas do Evangelho do Domingo, celebração da partilha e da luta da Comunidade; Comum-Unidade de um povo multiétnico excluído e que, com a união e o colorido dos Mosaicos de Papel, se unia na celebração e construção de uma sociedade mais ampla que se diferenciava em ser um convite para a aproximação e acolhimento e não um lugar de exclusão. A técnica usada na composição das obras é chamada de Mosaicos de Papel, pois consiste no uso de pequenos recortes de papel colados e que juntos formam os ícones. Os materiais utilizados são o papel reciclável (jornais, revistas, folders etc.) e a cola.


A exposição está dividida em três núcleos temáticos que refletem a experiência do autor com o sagrado e com o humano presentes no mistério da iconografia, na experiência celebrativa e na espiritualidade cristã: “KAIRÓS: tempvs Domini”; “Mater Dei” e “O Cristo, os Santos e os Arcanjos”.

NIXON ARAÚJO é artista visual e produtor cultural. Trabalha com colagem desde quando era agente de pastoral nas Comunidades Eclesiais de Base e na Catequese do Conjunto Habitacional Prefeito José Walter.

PRESENCIAL


9h50 [CINEMA] SONS DO CEARÁ

Classificação Indicativa: 14 anos

Artista: Nazirê | Música: Acorda pra Vida

Artista: Rayane Fortes e Camila Marieta | Música: Respirar


10h [CINEMA] DESERTO PARTICULAR

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada) | Classificação Indicativa: 14 anos

Direção: Aly Muritiba | Drama, Suspense | Brasil | 2021 | 2h | Português

Elenco: Antonio Saboia, Pedro Fasanaro, Thomás Aquino, Cynthia Senek, Laila Garin.


Sinopse: Daniel é um policial exemplar, mas acaba cometendo um erro que coloca em risco sua carreira e sua honra. Quando nada mais parece o prender a Curitiba, ele parte em busca de Sara, uma mulher com quem se relaciona virtualmente.


13h50 | 17h10 [CINEMA] SONS DO CEARÁ

Classificação Indicativa: 16 anos

Artista: Água de Quartinha | Música: Casa Labiríntica

Artista: Lorena Nunes | Música: Calma