Filme de Almodóvar marca retomada de programação presencial do Cineteatro São Luiz


Em fevereiro, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ce) gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), retoma programação presencial com diversos títulos de cinema e visita guiada ao prédio histórico. Diante de uma tendência à estabilidade na transmissão da Covid-19 e demais síndromes respiratórias circulantes no Ceará, o Cineteatro reabre para o público seguindo orientações da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), que exige novamente o distanciamento social de 1,5m e reduz a capacidade de público no equipamento, que em fevereiro acomodará apenas 305 pessoas.


Com estreia dia 3 de janeiro, a sala de cinema do São Luiz vai exibir “Mães Paralelas”, premiado filme do diretor espanhol Pedro Almodóvar. Até dia 12, a programação segue com a produção cearense “Fortaleza Hotel” de Armando Praça, e retoma os títulos da Netflix cotados à premiação do Oscar. O Cineteatro também receberá o público para as visitas guiadas, são três horários pela manhã aos sábados, para grupos de até 12 pessoas. A estas ações são somadas as programações transmitidas pelos canais virtuais do São Luiz (Youtube e Instagram), como filmes, shows musicais e apresentações de artes cênicas.



Cinema traz filmes protagonizados por mulheres e retoma títulos da Netflix

O Cineteatro é a primeira sala de cinema a exibir a estreia de “Mães Paralelas” (2021), do cineasta Pedro Almodóvar. O filme é estrelado por Penélope Cruz, vencedora do prêmio de melhor atriz no Festival de Veneza de 2021, e traz no elenco Milena Smit e Israel Elejalde. O longa conta a história de duas mulheres que dão à luz no mesmo dia e no mesmo hospital. Uma delas, de meia idade, teve a gravidez planejada e já se sente preparada para ser mãe. A outra, adolescente, engravidou por acidente e sente medo do que está por vir. A partir de suas experiências, as duas criam um forte laço unido pela maternidade. O filme vai representar a Espanha no Oscar 2022 e foi indicado a prêmios como o Globo de Ouro e o Independent Spirit Awards. [Ingressos: compra online aqui]


O longa-metragem cearense “Fortaleza Hotel”, dirigido por Armando Praça, também entra em cartaz na próxima quinta-feira (03). Com roteiro escrito por Isadora Rodrigues e Pedro Cândido, a obra nasceu no Laboratório CENA 15 – Cinema da Escola Porto Iracema das Artes, instituição que faz parte da rede de equipamentos da Secult gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). O longa traz Pilar, uma jovem camareira de hotel, que tem seu caminho cruzado por Shin, uma hóspede sul-coreana de meia-idade. Os planos de ambas começam a dar errado e, apesar de tudo que as separa, acabam se aproximando e estabelecendo uma intensa relação de solidariedade. [Ingressos: compra online aqui]



Na próxima semana, o São Luiz também retoma os sucessos da Netflix na tela de cinema, em parceria com a distribuidora O2 PLAY. Voltam ao circuito presencial os filmes “Não Olhe Pra Cima”, de Adam McKay; “7 Prisioneiros”, de Alexandre Moratto, estrelado por Rodrigo Santoro; “Ataque dos Cães”, de Jane Campion; e “The Hand Of God - A Mão de Deus”, de Paolo Sorrentino. [Compra online de ingressos pelo link no título de cada filme]


Visita guiada presencial

As visitas guiadas retomam no próximo sábado, dia 5 de fevereiro, para grupos de até 12 pessoas. O Cineteatro abre suas portas aos visitantes que desejam conhecer mais sobre a história, as curiosidades e os bastidores do equipamento. Os horários das sessões são: 9h30, 10h30 e 11h30. As entradas custam R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).


Programação Virtual

No canal de Youtube do Cineteatro e no Instagram, tem estreia na faixa de programação “Sons do Ceará” neste 1º de fevereiro (terça), com “Idolo Abalone”, da banda cearense LASCAUX. Na outra terça (08), a faixa traz outro clipe, “Starry Night”, do artista Tao Pereira.


Na quinta-feira (03), tem novidade na Semana do Audiovisual Cearense, com exibição de “Cartas Urbanas Episódio 1 - Comunidade Em Ruínas”, uma produção da Nigérias. O documentário fala de Cássia, que nasceu, cresceu, casou e criou dois filhos nos Trilhos, no bairro nobre Aldeota, comunidade afetada pela obra do VLT desde a Copa da FIFA 2014. Dia 10 (quinta-feira), o Youtube do São Luiz traz outro episódio da série de documentários da Nigéria, “Cartas Urbanas Episódio 2 - Fronteiras Esquecidas”, que fala de Wilbert, morador de em uma das fronteiras de Fortaleza, onde muita coisa não chega e muitos do perfil dele, (jovem, negro e morador da periferia) morrem todos os dias.

O show “Marivalda Kariri 80 anos – Fados, Choros e Canções” ganha versão reduzida na nova faixa de programação virtual, o “Compacto São Luiz”, que reúne shows gravados no palco do Cineteatro ano passado, com ou sem presença de público, e dá oportunidade a quem não conseguiu assistir. Nesse show, ocorrido em outubro, Marivalda fez um intercâmbio cultural que une a cultura do nordeste e a portuguesa, com a apresentação de músicas portuguesas, choros, fados e mornas.


Medidas de biossegurança

De acordo com decretos e protocolos vigentes, para a programação presencial é importante salientar que o público de pessoas a partir de 12 anos apresente passaporte sanitário com cobertura vacinal completa e documento oficial com foto (conforme o último decreto - publicado dia 5 de janeiro e mantido em pronunciamento dia 28 - são exigidas as três doses, de acordo com a faixa etária da pessoa, ou a dose de reforço, até 6 meses da aplicação da vacina de dose única). A crianças com menos de 12 anos é permitida a entrada sem passaporte vacinal, desde que seja apresentado documento de identificação com foto.