Orquestra Contemporânea reinicia apresentações no Cineteatro

A Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) iniciará, dia 11 de julho, às 10h, sua segunda temporada de apresentações no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). Os espetáculos fazem parte de uma residência artística do grupo musical, iniciada em 2019, cuja continuidade foi interrompida em 2020 em consequência da pandemia de COVID-19 no Brasil. O programa de apresentações será adaptado ao contexto de isolamento social, através de exibições online nos meses de julho, agosto e setembro.

Os concertos estão sendo gravados no palco do Cineteatro, com arranjos montados especialmente para as apresentações. Para evitar exposição dos profissionais, a apresentação foi adaptada exclusivamente aos instrumentos de corda, o que permite aos profissionais a segurança do uso permanente das máscaras.


Foto: Guilherme Silva

A característica dos instrumentos utilizados influenciou a escolha do repertório deste o primeiro concerto. Serão interpretadas músicas de compositores do período barroco, como Vivaldi, Corelli e Bach, cujos arranjos originais foram elaborados para orquestra de cordas. Mas o público deve ficar atento porque, seguindo a tradição da Orquestra Contemporânea Brasileira, o final do concerto deve surpreender com a interpretação de clássicos da música popular brasileira.

A segunda temporada prevê a realização de oito concertos, com duas exibições distintas a cada mês. Os espetáculos serão exibidos no canal do YouTube do Cineteatro São Luiz e da Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE), promotora da orquestra. Serão 10 músicos no palco, com o maestro, e mais 10 músicos se apresentando virtualmente.

A OCB realizou suas primeiras apresentações em 2016, através do Quarteto de Cordas. Desde então vem promovendo concertos através da formação sinfônica e de camerata. O regente é o maestro Arley França, que é doutor em Educação, mestre e licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. Arley orientou-se em regência na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.


Os concertos - realizados em parceria com o Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), Holy Cow e AX4 - recebem o patrocínio da empresa multinacional Energias de Portugal (EDP)/Usina Termelétrica do Pecém (UTE Pecém) e o apoio cultural do Instituto EDP. Os apoiadores institucionais são a Secretaria da Cultura do Ceará, o Instituto Dragão do Mar e o Cineteatro São Luiz. Em parceria com a EDP e o Instituto EDP, o grupo mantém também a Orquestra Infantojuvenil de São Gonçalo do Amarante.


Foto: Guilherme Silva

Serviço


Concerto inaugural da segunda temporada da Orquestra Contemporânea Brasileira

Local: Disponível no Canal do YouTube do Cineteatro São Luiz e da AAMARTE

Data: 11 de julho, às 10h