O “Relatório de Gestão do Cineteatro São Luiz – 2017” tem como objetivo prestar contas das atividades realizadas pelo equipamento cultural durante o último ano. Uma prestação de contas direcionada à população cearense e aos órgãos responsáveis pela gestão e administração do Cineteatro: Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e Instituto Dragão do Mar, respectivamente.

Neste relatório apresentamos o perfil do equipamento, modelo de gestão e políticas públicas culturais na prática, faixas de programação, principais destaques de 2017, resultados, estrutura, orçamento e modelo de comunicação.

Espaço de grande valor simbólico, patrimonial e afetivo para a população cearense, o Cineteatro São Luiz foi inaugurado em 1958, restaurado em 2014 e definitivamente reaberto em maio de 2015 pelo Governo do Estado do Ceará. Desde então, o São Luiz tornou-se capaz de abrigar espetáculos de todas as linguagens. Sendo um dos poucos cinemas de rua ainda em atividade no Brasil, a Casa oferece 1.050 lugares – com 10 poltronas para obesos e 12 espaços para cadeirantes.

Em 2017, o equipamento se consolida na cena cultural como um Cineteatro popular e acessível; plural, democrático e aberto à diversidade cultural. Com funcionamento de terça a domingo e dispondo da maior parte de sua programação gratuita e a preços populares.

Ao leitor, deixamos o convite: permita-se descobrir um espaço capaz de se constituir como memória, afetos e resistência. Um universo rico em sua história e consolidado por uma política cultural que compreende o acesso à arte de forma integrada, participativa e sensível.

Boa leitura! Que os encantos deste espaço possam alcançá-lo e temos certeza que irão!