NOSSA HISTÓRIA

Encravada no centro histórico de Fortaleza, a obra do cearense Luiz Severiano Ribeiro restaurada e administrada pelo Governo do Estado do Ceará, segue como marco simbólico, afetivo e patrimonial da cidade. Guarda em sua clássica arquitetura e na vocação para a cultura e entretenimento parte significativa da trajetória das artes no estado do Ceará.

Em 26 de março de 1958, o empresário cearense Luiz Severiano Ribeiro inaugurou aquele que foi considerado por muitos e pelo próprio Severiano a joia da coroa do seu circuito exibidor, então o maior do Brasil: o Cinema São Luiz. Sucesso absoluto desde seu momento inaugural, o Cinema São Luiz foi, durante os anos que se seguiram a sua inauguração, a estrela maior da sétima arte no Ceará e espaço simbólico e efetivo de contato com a arte para gerações de cearenses

 

Já no século XXI, ostentando a condição de único remanescente de uma era de ouro dos cinemas de rua em Fortaleza, o Cinema São Luiz - tombado como patrimônio histórico e cultural estadual em 1991 - após uma negociação que visava não só a preservação física, mas também a manutenção das atividades culturais, foi adquirido pelo Governo do Estado, tornando-o um bem público e instituição cultural vinculada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará

severian_ribeiro.jpg

Após uma grande reforma, um restauro de fôlego e uma modernização de ponta em seus equipamentos de projeção, luz, som e mobiliário, o São Luiz foi reinaugurado em dezembro de 2014, recuperando seu projeto original de ser uma casa de cinema e de espetáculos. Em maio de 2015, passou a oferecer programação cultural para os cearenses, marcando, a partir daí, uma nova fase na história da cultura no estado.

 

Nesses últimos cinco anos, tornou-se capaz de abrigar, em alta performance, não apenas a linguagem cinema, mas também música, teatro, dança, circo, humor, literatura, artes visuais, culturas tradicionais e artes integradas, além de palestras e debates. O espaço dinamizou a cena e o cenário artístico do Ceará em conexão com o Brasil e o mundo, posicionando-se como um equipamento cultural e de grande valor simbólico e afetivo na requalificação do Centro e do convívio sociocultural na capital cearense, além de ser um elemento vital no direito à cidade, no direito de pensar a cidade a partir da arte e da cultura.

A Casa também é um marco arquitetônico da capital e um dos mais belos cinemas do Brasil, além de ser um dos raros cinemas de rua ainda em atividade no país. Não por acaso tem grande valor simbólico, patrimonial e afetivo para a população cearense.

Pode ser considerado uma travessia temporal cravado em plena Praça do Ferreira, coração da cidade de Fortaleza. Temporal porque quase todo mundo tem uma história com o São Luiz. Uma memória afetiva e estética. Ele é intergeracional. Pais e filhos, netos e avós o frequentam porque há uma existência sentimental com o São Luiz que vem marcando gerações do antes, do agora e do porvir. Uma casa de espetáculos que une tradição e modernidade, reinvenção com lembranças. O São Luiz tem seus alicerces fincados no passado, seu corpo no presente e suas asas no futuro. Ele perdura no tempo reinventando-se no presente com sua proa navegando para o futuro

A recente e já histórica trajetória é marcada pela conquista de um público diversificado. De tão plural, a Casa passou a se referir ao seu público como “públicos”, uma vez que atende com suas programações desde crianças até idosos, pessoas das mais variadas classes sociais de 90% dos bairros de Fortaleza, além de municípios vizinhos e turistas de todo o Brasil e do exterior.

Com a maior parte da programação gratuita ou a preços populares, o São Luiz garante maior acesso da população à cultura. Acesso este que possibilita trocas, experiências e conhecimento.

Ao trazer novos sentidos à ocupação cultural do centro de Fortaleza e atendendo diversos artistas do Ceará, o Cineteatro criou seis possibilidades de palcos para otimizar todos os espaços possíveis em 23 faixas de programação que atendem as mais variadas linguagens artísticas.

A programação é pensada para os que gostam de consumir cultura, mas também para aqueles que não sabem que gostam, como já inspirava Gilberto Gil. Para os que já frequentam os equipamentos culturais, mas também para aqueles que não sabiam que podiam usufruir desse direito. Para os que tinham esquecido de como era bom. De 2015 a 2019 foram 803.351 espectadores em 3.749 atividades.

 

O São Luiz é também uma experiência estética. Um lugar de formação de plateia, público, audiências, mas, sobretudo, de formação de repertórios artísticos e culturais, capazes de ampliar horizontes e conhecimentos, capacidades críticas e inventivas de ser e de estar no mundo. As artes expandem e o São Luiz é uma casa de artes expansiva. Além de belo, traz uma grande qualidade técnica como sala de cinema e casa de espetáculos de referência nacional, oferecendo uma programação acessível, consistente e crescente para formar o hábito e o imaginário do espaço.

CINETEATRO SÃO LUIZ

HOJE E SEMPRE

sobre nossa história

Documentário que revisita, através da memória de vários depoentes, a trajetória do Cineteatro São Luiz e sua importância no contexto histórico, cultural e artístico de Fortaleza.

De Joe Pimentel | 2015 | Documentário | 20 min

 

CINETEATRO SÃO LUIZ
Rua Major Facundo, 500 - Centro | Fortaleza - Ceará |  CEP: 60025-100

Bilheteria: (85) 3252.4138
De Terça a Sábado – 10h às 18h30

© 2020 – Cineteatro São Luiz |  Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Ascom Cineteatro São Luiz

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • Telegram
  • Whatsapp